Buscar
  • Simone Zerbinato

Você sente que as pessoas não te respeitam?

Hoje quero compartilhar com vocês um aprendizado


Respeite a si mesmo


Quando nós entramos em quarentena ,eu entrei naquela onda inicial de me manter produtiva independentemente da pandemia.


Eu já trabalhava "de casa", então, nesse ponto, minha rotina não mudou muito. Mesmo assim eu comprei a crença coletiva de que eu deveria aproveitar esse momento para me desenvolver mais, para aprender mais e até para trabalhar mais.


O que eu não me dei conta, no início, é que a minha rotina já incluía tudo isso. O que as pessoas estavam buscando, eu já tinha. Mesmo assim fiquei com aquela sensação de que eu também tinha que fazer mais. (olha uma crença aqui rssss).


Como eu me coloquei à disposição, é claro que o Universo me mandou mais trabalho, mais clientes, mais oportunidades. E quando me dei conta, minha agenda estava tão cheia que eu não tirava um único dia de folga para ficar sem fazer nada o dia todo, nem mesmo aos finais de semana.


Eu só percebi isso porque meu corpo deu sinais. Eu acordo todos os dias cedo para meditar e já acostumei com essa rotina. Mas sábado passado (13/06) eu simplesmente perdi a hora da meditação diária que eu faço no Instagram. Eu simplesmente não acordei. E quando acordei, meu corpo pedia mais descanso. O que eu fiz? Eu respeitei e o mundo não acabou! É claro que eu não precisava ter deixado o meu corpo dar sinal. Mas consegui perceber a tempo e respeitei o meu limite.

Esse episódio me fez refletir o quanto eu tenho me observado para perceber as minhas necessidades. Se fosse há um tempo atrás, isso não teria acontecido - ou seja, provavelmente eu não teria respeitado o meu limite e consequentemente poderia adoecer, como já aconteceu no passado.


Mas graças a todo o meu processo de autoconhecimento, graças à prática da meditação, graças às terapias, hoje eu consigo me respeitar sem me sentir culpada por isso. E eu fiquei muito feliz de perceber essa transformação no meu comportamento. Eu fiz as mudanças necessárias na minha agenda, passei o final de semana sem fazer nada e na segunda-feira eu já tinha uma nova rotina: reorganizei os horários das atividades online que eu conduzo no Instagram e consegui ter novamente algumas horinhas no dia para não fazer nada!

E o que isso tem a ver com o título desse texto? Tudo! Porque se você sente que as pessoas não te respeitam, é porque você, em primeiro lugar, não se respeita. E se você não se conhece, não conhece as suas prioridades, não conhece os seus limites, dificilmente vai conseguir identificá-los. E provavelmente vai viver sob estresse, frustração e até sem energia.


Então, fica aqui a minha dica: busque conhecer a si mesmo, seja através de uma terapia, através da meditação, da auto-reflexão ou qualquer outra ferramenta. Depois, comece a respeitar quem você é, os seus valores, as suas prioridades e os seus limites. E então você verá que o mundo não vai acabar e as pessoas passarão a te respeitar e até te admirar!

Você se identificou com esse episódio que eu contei? Então deixa aqui seu comentário, dá um like e compartilhe com os amigos!

Um grande beijo,


Simone Zerbinato

Terapeuta Integrativa

Espaço Ser Pleno

Festival Ser Pleno


#respeito #limites #autoconhecimento #autorrespeito



8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Realização:

Espaço Ser Pleno de Desenvolvimento Integrado

SHIS, QL 8, Conjunto 6, Lago Sul, Brasília-DF

contato@festivalserpleno.com.br

Instagram: @espacoserpleno